Moto Explorer

May 1, 2016 - Tiger Explorer 1200

May 1, 2016 -  ?> | 4 comments | Motos

Tiger Explorer 1200Desde janeiro estou a com a Tiger Explorer 1200. Aproveitando a queima realizada pela Triumph, já que a nova versão chegará logo, a fábrica começou a queimar o modelo atual, agora antigo, para dar espaço ao novo modelo. E vale a pena?

Sim, começando pelo aumento de potência e terminando com o torque excepcional. Logo que fiz o test drive já percebi como essa moto tem boa ciclística. Ela deixa a Tiger 800 longe nesse aspecto. Sim, ela pesa bastante, 259 kg para ser mais exato, porém, ao entrar em movimento, parece uma bicicleta. Excelente.

Outros aspectos que não tinha não minha antiga moto são o controle de tração (com 3 modos), piloto automático e um computador de bordo com mais funções, aí incluído a temperatura do ar. Já usei o piloto automático e posso afirmar que faz uma diferença enorme, principalmente em trechos com muitas retas. Vai fazer a diferença nas próximas viagens para o sul do continente!

A potência também é um diferencial, não que a 800 foi ruim nesse aspecto, mas você põe uma sexta marcha e esquece da vida!

Tiger Explorer 1200

Passado 2 mil km só tive dois problemas até agora: a buzina (aconteceu o mesmo com a 800) e a bóia do tanque que não marcava direito. Ambos foram trocados na garantia e estão funcionado bem. Feita a revisão dos 800 km para troca de óleo do motor, óleo do cardã e o filtro do óleo, agora é só rodar até os 16 mil km quando será feita a próxima revisão.

Nas viagens que fiz pude perceber o conforto ao rodar graças ao banco bem ergonômico e ao parabrisa, que é bastante alto e com regulagem de inclinação. Coloquei o riser de guidão que eu tinha na Tiger 800 e a posição de pilotar ficou melhor ainda, mantendo os braços em uma boa altura.

Também aproveitei as malas de alumínio da Idea-Pro. Somente tive de comprar os suportes para a Tiger Explorer 1200, mas os antigos entraram como parte do pagamento. Por falar nisso, recomendo as malas de alumínio da Idea-Pro. São muito bem fabricadas e o Rodrigo tem um atendimento muito bom. Impossível não fazer negócio com ele!

Aliás, conversando com ele, quase fui para uma GS 1200, mas não apareceu nenhuma com o dono conhecido e achei melhor partir para uma zerada, pois pretendo ficar um bom tempo com essa moto. E nessa troca o que eu procurava era uma moto com transmissão por eixo cardã. Assim, apenas a Yamaha e a BMW entravam na escolha. A Yamaha, com sua política de não ter moto para test drive, além do preço congelado lá nas alturas ficou fora do páreo. A BMW nova nem pensar, o preço, para mim, é surreal.

Como ressalva eu coloco o consumo. Fiz uma média de 21 km/l, mas acho que foi excepcional, a média atual está por volta dos 17,5 km/l na estrada e pífios 13 km/l na cidade.

Antes que perguntem sobre o calor, uma vez que a 800 é conhecida por aquecer as pernas do piloto, a 1200 também esquenta, também puderá! Mas o calor é baixo, restrito mais a parte inferior do motor e a ventoinha não jogo o calor para as pernas do piloto.

Assim, esta na fase de namoro com a baixa quilometragem que rodei, mas estou gostando bastante da moto. Falta uma viagem longa, ou quem sabe, um Iron Butt, para tirar a prova dos nove!

Tiger Explorer 1200

Acessórios colocados até o momento: o riser de guidão, aproveitado da Tiger 800, uma extensão do para lama dianteiro, para diminuir a sujeira nos canos do escapamento, protetor de mãos e o tank pad, para proteger o tanque dos zíperes das jaquetas!

Share

Deixe o seu comentário

4 comentários para este artigo.

  1. Salatiel on 1 February 2017 8:57 pm

    Amigo, tudo bem? Hoje tenho a tiger 800 e estou no mesmo caminho que vc, quero uma 1200, mas estou na dúvida se realmente vale o investimento… qual a sua opinião hoje depois de mais algum tempo com a moto??? Nas minhas escolhas estão a Explorer, gs1200 e yamaha 1200 com olhares para a multstrada da Ducati rsss

  2. Renato on 6 February 2017 7:57 am

    Olá, Salatiel. Dúvida boa, a sua! Qualquer uma das quatro escolhas suas te fará feliz. Eu já completei um ano de calendário e quase 15 mil km de odômetro e posso afirmar que estou muito satisfeito com a Explorer. Cada uma das que citou são boas e têm suas características próprias, vai do gosto. A nova Explorer parece estar melhor ainda, como pequenas modificações no motor, grande modificação na suspensão e com pneus maiores, tanto na frente como atrás. Uma boa opção quando eu resolver trocar a minha. Mas como eu prometi rodar no mínimo 50 mil km, ainda vai demorar. Sugestão: faça um test drive com as suas candidatas se for possível.

  3. Alessandri on 20 February 2017 6:40 am

    Bom dia Renato!poderia me esclarecer uma dúvida?!!em relação aos opcionais da 2017 Xcx tem muita diferença desta sua moto?pois estou na dúvida em comprar a zero pois está 65000 e terei que me descapitalizar ou comprar uma tiger explorer 15/16 com 2500km e quase 20000 a menos!o q acha?

  4. Renato on 20 February 2017 8:06 am

    Ola, Alessandri.

    Difícil responder a sua pergunta! A XCX vem com muitos opcionais, o que “justifica” o preço. A minha é equivalente a XR, uma versão mais road, porém a minha tem mais opcionais do que a XR atual.
    Se eu fosse pegar uma nova, seria uma XCX.

    Agora, se o dinheiro está curto, existem boas opções de Explorer, mesmo XC, que no mínimo te deixam com uma excelente moto. Os fabricantes lançam novos modelos cheios de coisas, mas que poucos usam, por isso acho interessante a ideia de pegar uma moto seminova. Procure as lojas da Triumph, eles sempre têm algumas que entram no negócio em boa situação de km e custo.

    No mais, excelente moto, vai fundo!

Deixe um comentário

*