Moto Explorer

May 22, 2012 - Graciosa pela estrada Dom Pedro

May 22, 2012 -  ?> | 5 comments | Viagem

Graciosa estrada Dom PedroEste passeio foi para desenferrujar  a moto e o blog! Preciso terminar de escrever sobre as férias no Uruguai, falta tempo, enquanto isso, fomos dar uma voltinha até Morretes, destino para lá de conhecido.

O caminho, desta vez, foi pela estrada Dom Pedro, nome dado a estrada da Graciosa na parte mais afastada da serra do mar, ali em Quatro Barras, que foi o caminho feito por Dom Pedro II, em visita ao Paraná. Diferente da parte mais conservada e charmosa que desce a serra, este trecho só era usado pelos ciclistas (pedalei por ali umas duas vezes) e pelos mineiros, já que a extração de pedras é o forte da região, não sem deixar marcas nos morros, infelizmente.

Pois bem, a estrada foi toda asfaltada! A partir do centro de Quatro Barra siga as placas mostrando a estrada da Graciosa e logo você passa por baixo do contorno Leste (BR-116) e entra no tapete extremamente liso da nova estrada. E que estrada! Cheia de curvas por todo o trajeto, ladeada por chácaras, lagos, e os morros da serra do mar, o passeio deixa a alma leve, tanta é a beleza. Melhor, a estrada é deserta.

Em alguns trechos, foram usadas pedras, para lembrar o trajeto antigo, que foi todo coberto pelo asfalto. E uma coisa interessante, não foram feitas quaisquer obras de correção do traçado, copiando o antigo e sinuoso traçado. Valeu o passeio.

Depois desta parte deslumbrante, o final da estrada dá na velha, famosa e conhecida Estrada da Graciosa, que não precisa de mais adjetivos. Tivemos sorte e pegamos pouco movimento na descida, sem chuva ou garoa e com a pista seca.

Logo estávamos chegando a Morretes, parando para almoçar no Villa Morretes, um excelente restaurante, que além de oferecer o tradicional barreado, tem um bom cardápio de peixes e frutos do mar. Hoje contamos com a boa conversa do Sr. Emmanuel, um belga que vive e mora em Morretes e cuida do restaurante. Dicas de receitas e temperos, o calor forte do verão e a temperatura agradável do dia de hoje (segundo ele, lembrava os fortes dias de calor belga). Acredito que tenhamos ficado batendo papo por mais de meia hora. Quando for lá, você sabe, converse com ele sobre dicas de outros locais para conhecer e suas receitas.

Nos despedimos do Sr. Emmanuel e a ideia era voltar por Guaratuba, Garuva, para aproveitar o domingo com sol. Seguimos em direção a Paranaguá e encontramos uma bela nuvem derramando água. Claro que não estávamos preparado, fiz meia volta, parei em um posto de gasolina para guardar celular e máquina fotográfica e voltamos para casa. A nuvem era dali para a frente, pois logo pegamos pista seca e sol, até Curitiba.

Mas foi um bom passeio, com boa comida e uma ótima conversa.

[slide]

Share
Morretes pela estrada Dom Pedro
Curitiba, PR Morretes, PR
76,9 2:00 Sol, 18
Mapa

Deixe o seu comentário

5 comentários para este artigo.

  1. Marcelo on 23 May 2012 12:32 pm

    Olá Renato, que bom ver que voltou a escrever sobre motos e que belo passeio! =)

    Quando eu for a Curitiba novamente, vamos combinar(com antecedência, para não dar errado dessa vez) de ir até Morretes, ai almoçamos em algum lugar que você conheça, como esse do post!

    Abraço e também aguardo o post do Uruguai amigo!

    Namastê

  2. Renato on 23 May 2012 10:44 pm

    Opa, vamos fazer este roteiro e comer um bom peixe no restaurante. Mas vamos aproveitar o clima do inverno por que no verão é bem quente.

  3. Luiz on 7 July 2012 1:50 pm

    Renatão, e o relato da viagem do Uruguai???

  4. Encontro real | Moto Explorer on 29 August 2012 5:15 pm

    […] o tempo ficou ensaiando chuva e por fim desistimos. Como fiquei de guia, iniciamos a descida pela estrada Dom Pedro. Depois, lá no alto da serra, entrei na trilha do alemão para mostrar a casa de pedra. Pena que […]

  5. Pedal dos 30 mil km: Gran Fondo 10 - Pedaleiro on 12 October 2014 6:54 pm

    […] comecei a pedalar em 2007, tudo registrado em planilha, claro. O destino foi a sempre convidativa estrada Dom Pedro, até o mirante para comer um […]

Deixe um comentário

*