Moto Explorer

October 24, 2011 - Parque Histórico de Carambeí

October 24, 2011 -  ?> | 6 comments | Viagem

Parque histórico de CarambeiO passeio para Carambeí finalmente saiu e a nossa meta é conhecer o Parque Histórico de Carambeí. Depois de várias semanas com tempo ruim no domingo, uma semana com sol anunciava um final de semana ótimo para uma viagem de moto. A única coisa que sabíamos, a respeito de Carambeí, era sobre a comemoração do centenário da imigração holandesa (1911 – 2011). E que a sede da famosa cooperativa Batavo é na cidade!

Saímos de Curitiba lá pelas dez da manhã, afinal Carambeí fica à 135 quilômetros de Curitiba e a viagem é bem rápida, por pista dupla até a entrada da cidade. Quando era meio-dia estávamos chegando lá. A intenção era almoçar por lá, afinal a estrutura do Parque Histórico parecia ser grande o suficiente para ter um restaurante no local. Mas não havia!

No local tem um café, Lis Koffie Huis, mas só abre após às 14:00, o que descobrimos ao entrar no parque. A cidade é muito pequena, restaurantes só os de estrada, nos postos de combustível. Decidimos visitar o Parque Histórico de Carambeí e fazer um lanche quando o café abrisse, mais tarde.

Além de nós (a Patrícia e eu), havia mais um grupo de motociclistas (Yamaha, Kawazaki, Honda e BMW) e uns três carros, quase vazio. A entrada para o Parque Histórico do Carambeí é paga, e a taxa de visitação custa R$10,00 por pessoa, com direito a visitar o parque histórico e o museu da memória.

O local é lindo! Muito bem cuidado e limpo, com a grama bem aparada e flores por toda a volta. Este parque histórico ocupa um espaço bem grande e algumas atrações ainda serão construídas. Nesta visita ficamos apenas com a parte histórica ou seja, a Vila Histórica e a Casa da Memória e o museu do Trator. Existe ainda o Parque de Exposições, mas só funciona quando há exposições na região. O Parque das Águas e o Centro Cultural Amsterdam serão construídos brevemente.

A partir do amplo estacionamento do Parque Histórico de Carambeí você atravessa uma ponte sobre um canal. A alegoria é justamente para lembrar a Holanda e seus inúmeros canais. E a ponte veio da Holanda, uma bela construção com uma porção que é levadiça. Logo após, onde se compra o ingresso, há uma loja de souvenir, com lembranças em louça de moinhos de vento, tamancos (de klomp) e postais.

Agora começa o passeio! E são tantas as casas para visitar: Museu das Borboletas, coleção de borboletas coletadas ao longa da vida de Adolpho Los; a estação de trem Carambeí; a Igreja Evangélica Reformada, em madeira; o museu do leite; o matadouro; a marcenaria e ferraria; a escola; a casa de imigração; museu da presença holandesa no Brasil. No total são 12 construções/monumentos, a maior parte uma réplica da construção decorada com itens da época dos pioneiros.

O mais interessante é ver que muita coisa ali mostrada faz parte das lembranças que tenho da casa dos meus avós: lampiões, maquinários e ferramentas, raspadores de terra dos calçados, a conservação dos alimentos com banha de porco e tantas outras. É uma bela viagem na história recente do nosso país e na dureza da vida naqueles tempos de colonização.

Após a caminhada pelo parque fomos ao Lis Koffie Huis para tentar enganar a fome, que era grande! O local é muito bonito, com uma atmosfera bem aconchegante em suas amplas mesas. No cardápio uma boa variedade de tortas, cafés e alguns salgados. Apesar do belo local, o atendimento deixa a desejar. Não sabemos se, devido ao horário, praticamente abrimos o café, mais havia outros casais já instalados e ninguém aparecia para tirar o pedido ou informar como proceder. Enfim, desejamos ter, apenas, escolhido um dia ruim e esperamos voltar e encontrar um serviço digno do belo local que é o Parque Histórico de Carambeí.

Um pouco de história

A colonização na região iniciou-se em  1911 com a construção da estrada de ferro pela Brazil Railway Company onde alguns holandeses já trabalhavam. Aos colonos a companhia vendia um lote de terra, uma casa, uma canga de bois e seis vacas leiteiras, sementes e adubo, que seriam pagos com parte da produção, em dez anos. Em 1925, os pioneiros criaram uma cooperativa entre sete sócios e a união de quatro pequenas fábricas de laticínios. A produção diária era de 700 litros de leite. Os produtos seguiam para Curitiba, Castro, Ponta Grossa e São Paulo.

Anos mais tarde foi criada a marca Batavo, marca pela qual a cooperativa é conhecida até hoje, mesmo após a venda da parte de laticínios para a Brasil Foods. Hoje a marca da sociedade cooperativa é Batavia S.A. e uma nova unidade de processamento de leite foi recém inaugurada: a Frísia. Uma história de união, bravura e a busca por oportunidades. Características dos imigrantes que chegaram ao Brasil fugidos dos mais diversos panoramas europeus, como as grandes guerras, por exemplo.

Hoje a região produz, além do leite e seus derivados, trigo, milho e soja. A região também foi pioneira no plantio direto, que a semeadura diretamente na palha da colheita anterior.

Outra curiosidade é o nome da cidade que significa rio das tartarugas (Carambey), explicando a profusão de tartarugas que se vê nos jardins da cidade. Além de Carambeí, Castro e Arapoti são as duas outras cidades com forte presença holandesa no Paraná.


[slide]

Share
Visita ao parque Histórico Carambeí
Curitiba, PR Carambeí, PR
140 1:35 Sol, 25
87,6 126 Mapa

Deixe o seu comentário

6 comentários para este artigo.

  1. Jean on 25 October 2011 7:06 am

    Parabéns pelo passeio Renato.
    Estes lugares são incríveis! As fotos ficaram show

    Obs. Desculpa não ter entrado em contato qdo passei por Curitiba, o próposito era chegar no mesmo dia em Campos do Jordão. Fica para próxima!

    Abs

  2. Renato on 25 October 2011 9:07 am

    Obrigado, Jean. vocês devem incluir na lista de lugares a conhecer.

  3. Moto Explorer: Turismo no Parque Histórico de Carambeí on 27 October 2011 6:32 pm

    […] Leia na íntegra. […]

  4. chris sorbi on 1 November 2011 6:39 pm

    Hi guys,

    These pictures are amazing. What a beautiful place. What camera are you using?

    P.S. Updates to theme were done and no more html errors on the theme. enjoy.

  5. Renato on 1 November 2011 8:00 pm

    Hi, Chris. Thank you to comment in our blog.

    So, the Patrícia’s camera is a Nikon D 5000 with a 18-105 mm zoom. We both love to take pictures and this camera help us a lot.

    We took many pictures in this place, but only put a few in the gallery. The park is very beautiful.

    Thanks for the blog fix. This theme is amazing!

  6. Moto Explorer :: Viagem Festival de tortas em Carambeí on 13 October 2012 10:10 pm

    […] pela parte onde foi montada a exposição permanente das casas e costumes dos pioneiros holandeses, passeio nosso de um ano atrás. Só ali percebi que o pavilhão de exposições fica em outro imóvel, acessível por uma estrada […]

Deixe um comentário

*